top of page

BMW R 1250 GS - 2020

BMW R 1250 GS.jpg
BMW-R-1250-GS_Motor2.jpg
BMW-R-1250-GS_Motor3.jpg
BMW-R-1250-GS_Motor1.jpg

As novas R 1250 GS e R 1250 RT – Bigtrail e Touring, respectivamente, equipadas com o consagrado motor Boxer com dois cilindros contra-postos e que é praticamente uma marca registrada da BMW Motorrad e vem sendo aprimorado desde o surgimento da primeira moto da família GS, em 1980. Na verdade esse conceito de motor – dois cilindros contra-postos (boxer) já existia desde 1923 com a primeira moto BMW – R 32 – e ele acabou tornando-se a base genética para muitas motos da marca germânica que surgiram depois. Mas o motor ganhou popularidade mesmo com o surgimento da R 80 GS e recebeu desde então praticamente tudo o que há de mais moderno em termos de tecnologia para motores.

Neste novo motor que equipa as novas R 1250 GS e R 1250 RT a BMW incorporou a tecnologia denominada Shift Cam, um sistema que tem um variador de abertura na fase de admissão dos dois comandos de válvulas – os cilindros são contra-postos e os comandos são separados -, uma espécie de VVTi que já existe em muitos motores de carro. Segundo o comunicado da BMW, esse novo motor de exatos 1254 cm³ de capacidade cúbica incorpora essa novidade e isso resultou em mais suavidade, melhor resposta em rotações baixas e houve uma sensível diminuição no consumo de combustível e nas emissões de gazes pelo sistema de exaustão.

Além da capacidade cúbica, potência e torque também aumentaram, alcançando 136 cv de potência e 14,5 kgf.m de torque, que no motor anterior (de 1170 cm³) era de 125 cv de potência e 12,8 kgf.m de torque. A empresa informa também melhora no sistema de injeção de combustível com ajustes nos dois bicos e também a adoção de um novo sensor de ignição que aumenta a precisão do mapeamento e consequentemente colabora para a melhora no consumo e nas emissões. Houve alterações também no escapamento.

Claro, a eletrônica está (cada vez mais) presente em todas as áreas da moto. Lá estão o controle de tração, o assistente de partida em rampas, os dois modos de condução, o ASC (Controle Automático de Estabilidade) que atua em conjunto com vários outros sistemas, e o novo DBC (assistente de frenagem dinâmica) o DTC (controle dinâmico de tração), ambos como equipamentos opcionais de fábrica. Esse equipamentos variam sua programação em cada uma das duas motos. Na R 1250 GS, por exemplo, os modos de condução presentes na moto são Dynamic Pro, Enduro e Enduro Pro. O sistema de ABS Pro ajuda muito nas frenagens de emergência em curva e em posição inclinada, atuando junto com o controle de tração e o acelerador eletrônico.

Veja alguns pontos de destaque das novas BMW R 1250 GS e R 1250 RT:

  • Motor com tecnologia BMW ShiftCam, que varia o sincronismo das válvulas e o curso da válvula na fase de admissão;

  • Mais suavidade de funcionamento, menores consumo e emissões;

  • Maiores potência e torque: 136 cv a 7750 rpm e 14,8 kgf.m a 6250 rpm.;

  • Abertura de válvula assíncrona na admissão com vórtice otimizado e melhor combustão;

  • Novo sensor de injeção de combustível, mais sensível e preciso;

  • Novo sistema de exaustão;

  • Novo spoiler dianteiro na R 1250 RT;

  • Dois modos de condução (ASC) e Assistente de Saída em Rampa de série.

bottom of page